ENTIDADES DISCUTEM A IMPORTÂNCIA DA CADEIA PRODUTIVA DO ESPORTE PARA A INDÚSTRIA

Jornalistas

Ivo Bosaja Simon | Patrícia Simon Mattos | Matheus Dalcim

11/06/202

Com o apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil, da Associação Brasileira da Indústria do Esporte – ABRIESP, da Câmara Brasil-Alemanha e do ex-ministro do Esporte Ricardo Leyser, a Fundação Getúlio Vargas – FGV  vem discutindo a importância do segmento esportivo para o desenvolvimento da indústria brasileira, bem como viabilizar a realização de uma pesquisa para o levantamento de dados sobre o setor.

A pauta foi criada diante da necessidade de conseguir delimitar e estimar o tamanho da indústria esportiva dentro da economia nacional, a fim de desenvolver políticas públicas eficientes para o setor. Com isso, deverão ser analisados dados sobre o tamanho do mercado do esporte no Brasil, seja ele praticado com finalidade recreativa, educativa, sociocultural, profissional ou como meio de melhorar a saúde, incluindo os diversos esportes e suas modalidades.

 

“Você pode, a partir dessas informações, obter uma série de números e informações para fazer as políticas regionalmente ou setorialmente. Dessa forma, é possível entender o tamanho da estrutura da indústria e a importância das fábricas de materiais,fazendo com que se tenha mais condições de criarmos políticas de apoio”, explica Ricardo Leyser.

 

Ainda segundo o ex-ministro, com os dados obtidos numa pesquisa como essa será possível ajudar a promoção de exportações, conseguir captação de eventos no exterior, captar investimentos para o segmento esportivo (infraestrutura e demais oportunidades de negócios) e estabelecer linhas de financiamento específicas para o setor.

 

Já para o gerente executivo da FGV, José Eduardo Quintella, a pesquisa poderá contribuir para a melhoria da visibilidade para os gestores públicos e privados, assim como para todo o setor produtivo do esporte, que, a partir desse trabalho, “poderão ter uma compreensão mais abrangente e precisa do mercado do esporte no país, facilitando e qualificando os esforços para o desenvolvimento do esporte brasileiro.”

 

Quintella ressaltou que o esporte no país, em condições normais, quase sempre é tratado sem muita importância, em níveis mais baixos se comparado com a educação, saúde e outras pastas, e que acredita que esse deverá ser um dos últimos temas a serem tratados após a pandemia. “Nesse momento de crise é importante mensuramos, de forma técnica, o tamanho do mercado do esporte no país, pois, em tempos difíceis, é necessária uma quantificação da alocação dos escassos recursos disponíveis”, comenta.

 

O presidente da ABRIESP, Mauricio Fernandez, cita que a entidade vem buscando o reconhecimento do segmento esportivo e que essa é uma grande oportunidade, junto a outras grandes instituições de renome. “Estamos muito felizes de poder complementar o nosso trabalho, trazendo ao mercado a evidência de uma enorme cadeia produtiva, pouco reconhecida pelos órgãos públicos, apresentando grandes oportunidades de desenvolvimento na área de exportações e geração de empregos”, afirmou.

 

Pequenas Empresas

 

Olhando para os pequenos empreendedores, Ricardo Leyser destaca a importância dos números da cadeia produtiva do esporte para estimular a competitividade no setor. “O segmento esportivo tem milhares de pequenas e médias empresas, que muitas vezes têm dificuldades de competir com gigantes multinacionais que atuam no país. Conseguir medir e obter mais informações sobre essas empresas permitirá que se trace um programa de competitividade para a categoria”, concluiu.

 

Tema será discutido em Fórum online

 

Esse e muitos outros assuntos serão abordados no Fórum Impacto Econômico no Esporte Fitness Covid-19, que acontecerá no próximo dia 5 de junho. O evento, totalmente gratuito e online, contará com a participação de autoridades, gestores e figuras importantes dos segmentos esportivo, econômico e da saúde, a fim de debater e apresentar soluções para o setor diante da crise causada pela pandemia do novo coronavírus. Essa é uma realização da Federação Paulista de Esportes & Fitness, tem a promoção da ABRIESP e o apoio do vereador Rodrigo Goulart, Sebra e São Paulo, e várias outras entidades de peso.

FORUM_DIA5-1_edited.jpg
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Twitter Ícone

©2020 BY FÓRUM IMPACTO ECONÔMICO NO ESPORTE FITNESS COVID-19